Emissor do Muro (Louriça)

Este revisitar Serra Amarela incluía também a volta por Ermida e Germil, porque quando a marcação do evento surgiu ainda o mês de Julho era um suposto mês de Verão mas o que se nos deparou foi um dia de intenso Inverno a registar os 10º que encontramos junto ao Emissor do Muro.
Apesar de um pequeno período de espera dentro das viaturas na expectativa de uma “aberta”, a hora de arrancar aconteceu. O dia tinha começado já com um pequeno contratempo pois uma das nossas viaturas teve que sofrer uma intervenção de pura perícia pois tinha acabado de ser fechada com as chaves dentro, mas como a perseverança é forte um verdadeiro engenho resolveu o problema e finalmente era hora de arrancar a subir.
No desvio para Froufe entramos num trilho repleto de giestas que nos foram “refrescando” até chegarmos aos 450 metros de elevação. Tínhamos como destino a Aldeia de Mosteirô e a ligação foi feita por um trilho bem técnico e bonito com uma calçada na sua abordagem.
Agora começávamos a atravessar a Serra e a subida nunca mais acabaria, apesar da visibilidade começar a ficar reduzida ainda nos foi possível ver umas choupanas, esta zona é de uma beleza extraordinária.
O objectivo de chegarmos ao topo do Alto da Louriça era agora primordial pois as condições climatéricas levavam-nos a concluir que o passeio acabaria por aí pois a restante abordagem a Ermida e Germil teria que ficar uma próxima. A chegada aos 1361 metros de altitude com chuva, vento e muito frio foi classificada como autentica prova de sobrevivência, pois quem em Julho resolve subir a este local não se prepara para tais condicionantes.
Mesmo com as dificuldades sentidas acabamos por preencher o passeio com descida até ao Lindoso, e que bom foi ver o céu azul aparecer por entre as nuvens quando já a um dezena de quilómetros estávamos e podíamos avistar ao longe o bonito Castelo do Lindoso.
No café local foi reposta alguma energia e calor nos nosso corpos e pela nacional 304 viemos em direcção a Entre Ambos-os-Rios local onde tínhamos começado 53 quilómetros atrás e com quase 1800 metros de acumulado de subida.
Duros os companheiros que nos largaram nesta aventura: BMW – Bikenaturas, José Carlos Martins e o Carlos Alberto.
Agradecimentos especial a Lima Escape pelos banhos e simpatia.

Alguém disse: Teste de sobrevivência!

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Caminho Português Interior de Santiago - Chaves -> Santiago de Compostela

Caminho de Santiago - Pela Geira e Via da Prata