De Megaço à Peneda sem lago.



Aproveitando o dia de confraternização entre os elementos do grupo para esta época natalícia fizemos um "pequeno" passeio com inicio e fim na Vila de Melgaço.
Arrancamos da bacia do Rio Minho mais propriamente da freguesia de Prado. Estávamos perante uma zona em que em muita parte do território encontramos declives na volta dos 30%. Fomos subindo passando por Paderne, Pomares, Tablado, Mourim até chegarmos ao Planalto de Gave. São Pedro ofereceu até à cota dos 900 metros um clima muito temperado e sem chuva alguma, mas já em pleno planalto as condições meteorologicas agravaram significativamente e foi-nos impossível arriscar visita ao lago da Peneda e consequente passagem pelo Santuário da Senhora da Peneda, assim optamos por ligar Bouças dos Homens a Lamas de Mouro pelo Vale Glaciar da Peneda, de retinas vidradas nas paisagens que já conseguíamos agora visualizar graças ao desaparecimento da intensa neblina que tivemos que suportar ao longo do Trilho das Eólicas. Após passarmos Lamas de Mouro subimos novamente "ligeiramente" e após avistarmos o vale do Trancoso foi aproveitar o declive descendente acompanhado de alguma técnica e muita paisagem para rapidamente chegarmos a Melgaço onde nos esperavam e nos iriam oferecer companhia no merecido repouso.


E porque já lá vão seis Natais em grupo hoje tínhamos resto do dia e noite para junto com aqueles e aquelas que nos vão permitindo viver este passatempo de forma tão intensa e empenhada, um convívio que culminou com um jantar de Natal. São completamente merecidos estes momentos para os que nos apoiam e enaltecem a forma como o fazemos.


Um Bom Ano para todos!

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Caminho Português Interior de Santiago - Chaves -> Santiago de Compostela

Caminho de Santiago - Pela Geira e Via da Prata