GO120 - O VEREDICTO


"O conceito "GO" é baseado numa ideologia de eventos sem custos para os participantes. Sempre em AUTONOMIA, e guiados por GPS. Uma espécie de PONTO DE ENCONTRO" By Seara Trilhos.

   Em Março de 2011 tínhamos feito a nossa primeira experiência nesta ideologia e na altura as condições meteorológicas não permitiram fazer a plenitude do traçado tendo ficado cerca de 30 km por fazer. Após um ano e precisamente dois meses voltamos desta vez com um considerável numero de elementos, ao contrário da primeira vez em que fomos apenas dois desta vez aos mesmos dois juntaram-se mais três. O que foi dito na primeira vez desta gente que organiza o evento é agora confirmado e reforçado, continuam a surpreender por manter as melhores condições, a melhor organização, os melhores trilhos, as melhores paisagens. A saída não foi pontual porque nos atrasamos um pouco na saída da nossa “sede”, por conseguinte a cerca de meia hora de atraso fez-nos não compartilhar companhia de alguns amigos que sabíamos de antemão participarem neste veredicto. A parte inicial do percurso ligar-nos-ia ao Corno do Bico e era aqui já a primeira prova de que o que nos esperava era desafiante pois em cerca de 12 kms  largaríamos a cota dos 23 metros e atingiríamos a dos 825 metros. Antes de atingirmos o primeiro reforço já conseguíamos encontrar caras conhecidas de outras “epopeias”. Feita a paragem no primeiro reforço tivemos acesso ao primeiro single do dia e por entre um intenso bosque fomos deliciando a descida. Como a paragem no reforço foi rápida e porque a hora do almoço se aproximava paramos juntamente com mais uma dezena de participantes no primeiro ponto Café onde recuperamos energias e aquecemos o corpo e alma para retomarmos aos trilhos. A passagem por Padroso e Insalde anteciparam mais uma paragem junto ao ponto de água. Retomávamos a nossa cadencia desta vez por entre belas e verdejantes pastagens até atingirmos o Sub-Parque Eólico do Picoto. Rapidamente atingimos o pinoco Lagoas 783.4 Bolembreano, e este foi o único dos cerca de seis que poderíamos ter atingido se o propósito do passeio fosse esse, mas como os quilómetros eram muitos não dava para desvios. Tomávamos agora direcção sul e começávamos a fazer a parte de retorno do passeio iríamos agora passar muito perto de Paredes de Coura em sentido a Labruga, esta ultima emblemática para quem faz o Caminho de Santiago por Ponte de Lima. Por entre mais algumas magnificas paisagens de bosques recheados de intensa vegetação fomos a bom ritmo subindo novamente em direcção ao Corno do Bico mas desta vez do lado contrário. Tínhamos cerca de 75 kms feitos quando chegamos ao segundo reforço e aí ponderadamente, depois da malapata de um só que por sua conta teve dois furos e três paragens para tentar evitar a falta de ar nos pneus, optamos por seguir até à Fuga3 e não completar na plenitude este GO. Excepção e pela frescura patenteada apostou em completar o percurso o multi facetado Redleh acabando por o concluir com 117.25 quilómetros e um acumulado de 3110 metros, os restantes elementos com o engano na navegação que os levou a chegar novamente ao inicio do percurso junto ás margens do Lima, concluíram o percurso com 107.50 quilómetros e um acumulado 2494 metros.




Rescaldo no Forumbtt



Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Caminho Português Interior de Santiago - Chaves -> Santiago de Compostela

Caminho de Santiago - Pela Geira e Via da Prata