Ensaio pelo Marão

"Um grupo com esta experiência devia saber que não são estas as condições meteorológicas apropriadas para andar pelo Marão" - Barte ipse dixit.


O que seria no seu propósito principal mais um épico para este nosso grupo ficou por um bom ensaio aos trilhos magníficos do Marão. Arriscamos e não alterando a data fomos até Amarante com a pequena esperança que a Sra. Meteorologia nos desse uma pequena trégua e trouxéssemos desta Serra  uma experiência ímpar, mas tal não sucedeu e acabamos por fazer só a primeira parte do percurso até junto à Pousada de São Gonçalo.
O já habitué Carlos (aka CASCC) e o Miguel (Team Bifana) foram os ilustres convidados deste passeio e entraram também nesta cruzada. Este passeio acabou por ter duas partes diferentes das que tínhamos delineado no desenho do percurso, gostaríamos que fosse uma ascensão ao ponto mais alto do Marão por entre belos trilhos e depois desfrutar de outra metade do percurso descendo e fazendo subir a adrenalina, todavia só conseguimos tirar o maior prazer do percurso entre Gondar e um pouco após a Murgido pois quando atingimos a cota dos 800 metros deixamos de ver o que quer que fosse e a visibilidade era a de meia dúzia de metros entre quem ia à frente ou atrás. A obtenção do ponto mais alto do passeio com a roupa muito húmida da chuva que sempre nos foi acompanhando, fez-nos também chegar a um ponto de quase congelamento de mãos e pés que naquele momento não nos permitiu auspiciar pela conclusão plena do passeio. Tomamos a opção mais sensata e voltamos a Amarante pela nacional 15. Procurávamos agora um qualquer café para nos aquecer e recuperar energias. Apareceu o Café Marão onde além do café foi possivel comer uma sopinha quentinha que a Dona Ondina rapidamente sugeriu depois de nos observar por alguns segundos. Poucos quilómetros nos separavam das Piscinas Municipais de Amarante onde sabíamos ter água quentinha no banho que nos esperava. Tivemos uma chegada solarenga a Amarante o que nos permitiu após o banho fazer uma pequena caminhada até ao centro de Amarante e confraternizar à mesa na Adega Regional Kilowatt.
Após passarmos pela Confeitaria da Ponte, de onde se podem trazer uns belos doces, rumamos a nossas casas levando a vontade de repetir a aventura num dia em que iremos certamente poder observar a imponente paisagem desta Serra do Marão. 



1 comentário

Mensagens populares deste blogue

Caminho Português Interior de Santiago - Chaves -> Santiago de Compostela

Caminho de Santiago - Pela Geira e Via da Prata