Fisgas Do Ermelo / Srª. da Graça

Passeio combinado a partir do nosso amigo Redleh, e alguns colegas receptivos, nomeadamente o Conguito, o Arnaldo, o Nelson, o Paulo e o Zé Mário que se mostraram interessados em partir numa aventura pelas Fisgas do Ermelo até à mítica Sr.ª da Graça. Era o passeio que prometia uma nova conquista geodésica e só por isso já crescia um bichinho no meio dos dois pinocos que lá se encontravam.
Terça-feira, 8h e os 6 bravos já se encontravam prontos para meter as bikes nas carrinhas para iniciar a viagem com algumas dúvidas acerca do tempo nublado que se fazia sentir sobre se iria haver a presença de chuva ou não, no entanto, o impermeável foi opção.
9.15h tudo pronto a pedalar, iniciou-se então a pedalada com uma descida que nos levava ao nível do mar para assim iniciar uma subida com cerca de 12kms até às Fisgas do Ermelo. Assim que chegados lá, deparámo-nos com uma paisagem no seu estado de natureza extremo, podendo ver um precipício de cortar a respiração e uma cascata que apesar de não levar muita água não deixava de ser esbelta. Fotografias tiradas para meter no facebook diziam uns e seguiu-se o resto do passeio.
Fez-se um pequeno desvio para ir dar a uma pequena queda de água, para alguns colegas puderem refrescar os seus músculos que bem precisavam naquela altura.
A parte mais difícil já estava, visto que, já encontrávamo-nos a uma altitude de cerca de 800m. Daqui até à Sr.ª da Graça iriam ser pequenos sobes e desces constantes sendo acompanhados constantemente com paisagens belas em nosso redor.
Iniciou-se a subida para Sr.ª da Graça e apesar de serem só 3kms de subida, para alguns pareciam mais, mas nada que um pouco de sacrifício não resolvesse. Chegando ao topo toda a gente deu o suspiro final com grande felicidade. Houve quem se benzesse a agradecer, quem tirasse a respectiva fotografia para conquista geodésica, enfim, um pouco de tudo. E como não podia deixar de ser vinha a vitamina consagrada e bendito seja aquele que inventou as minis, diziam uns. Duas rodadas foram o resultado final com uma troca de palavras de descontentamento da parte de uns com algumas fases da sua vida (6 meses é obra) e outros com grande felicidade.
Iniciou-se a descida a grande velocidade e assim que chegamos cá baixo fomos presenteados com uns petiscos preparados pelo nosso amigo Arnaldo com mais umas super bock pelo meio.
Passeio terminado com grande contentamento da parte de todos os companheiros e a promessa de se fazer algo parecido num futuro próximo.
ass:Conguito




3 comentários

Mensagens populares deste blogue

Caminho Português Interior de Santiago - Chaves -> Santiago de Compostela

Caminho de Santiago - Pela Geira e Via da Prata