Trilhos da Lama | Novos Trilhos do Kintal

O dia de hoje estava partido em dois passeios distintos, mais ainda, pois havia sido partido anteriormente entre os poderiam pedalar na segunda e os que não podendo ou querendo se juntaram hoje. Deste modo havia um passeio típico de manhã e uma mais relaxado e próximo de casa da parte da tarde. Cada um escolheu aquele que melhor se adaptava às suas necessidades/obrigações familiares. Posto isto:

De manhã...

...o frio era tanto, que às 7h30 já era possível antever uma manhã difícil, ainda mais sabendo que pouco ou nada se pode fazer quando se segue por estrada nos primeiros km's. O destino dos 3 corajosos era a cidade de V.N.Famalicão, que não tenho nada de especial, esconde nos seus montes marcos geodésicos que importavam conquistar e nos seus trilhos boas escolhas para um percurso divertido. Uma aproximação pela ciclovia impunha um ritmo de amena cavaqueira e logo começaram as novidades, uma pequena subida e uns trilhos desconhecidos e aparecia o primeiro marco geodésico do dia. Não com muita altitude ganha, mas com uma SS presente é sempre interessante ver como se sobre e como se desce. A barra energética afagava o estômago e dava alento para os excelente trilhos da região que em pouco km's nos levaram a mais um marco geodésico, este situado junto da torre de vigia do Monte do Facho. Aqui somos confrontados com um colega do pedal que dizia conhecer o grupo das "internetes" e com um amante das caminhadas e bom conversador. O colega do pedal deu-nos algumas indicações de como se descia, por onde se descia e onde iria terminar a descida. O caminhante deu-nos alento com a sua boa disposição enquanto nos perguntava tudo e mais alguma coisa. Espero que lhe tenhamos feito a vontade, e acho que sim, pois desejou-nos boa viagem e despediu-se com um grande sorriso na cara. Excelentes trilhos naquela zona, trilhos que no Outono devem proporcionar um bonito passeio. Um pouco de estrada salpicada com pequenos trilhos levou-nos para mais perto da cidade, um OTB, bastante lama e a bateria do GPS no fim e estava justificada a paragem da "banana". O regresso era agora o objectivo e com caminhos de santiago à mistura, lá se fizeram os km's para casa...

De tarde...

...o grupo prometido era mais numeroso, algo que não se verificou, ou melhor, há sempre heróis que querem fazer tudo. Dois aventureiros migraram para a parte da tarde e tentaram esgotar as restantes energias. O percurso prometia trilhos novos naquele que é o nosso Kintal. Difícil para uns, curiosidade para outros, mas lá se seguiu em bom ritmo, agora com duas SS's presentes. 5 elementos compunham agora o grupo e a passagem obrigatória pelo marco geodésico de São Miguel deu o mote para umas fotos. O Kintal é habitualmente visitado em MS, pelo que quando se pensa estar em MS, mas na verdade se está de SS, a coisa não dá bom resultado. Ou até daria, não fosse o ritmo imposto, mas as pernas começaram a fraquejar, talvez porque sair de tarde não é o mesmo que sair de manhãzinha cedo. Um furo repentino ditou 3 abandonos. Parece mentira! É o ditado popular de "matar dois coelhos com um só tiro" aplicado ao btt. O furo, que normalmente é uma inofensiva perda de 5min, tornou-se irreparável quando se percebeu da incompatibilidade entre o material disponível e o material necessário. Ora isto obriga a um abandono, que por consequência obriga a outro abandono em prol do transporte para casa, o que obriga a ainda outro abandono de solidariedade em detrimento da solidão. Ainda assim, o percurso prosseguiu com pequenos apontamentos de novidade num Kintal cada vez mais conhecido. Ficam as fotos e vídeos possíveis deste dia de acção a dobrar!!!

4 comentários

Mensagens populares deste blogue

Caminho Português Interior de Santiago - Chaves -> Santiago de Compostela

Caminho de Santiago - Pela Geira e Via da Prata