Alto de Quintarei

Na impossibilidade de alguns elementos, por circunstâncias diversas, não se poderem juntar para mais um passeio de sábado éramos 4 os elementos que por volta das 8 horas estavam preparados, tal como o Tico que descendo a Av.Albino Marques tinha certamente numa outra padaria alguém esperando para partir, digo eu. Arrancamos então para descobrir uma zona ainda não explorada pelo grupo – os montes próximos a Valongo – neste caso o Alto de Quintarei, que nos proporcionou uma vista esplêndida, incluindo o Estádio do Dragão para desagrado do Guerrero que nutre outros fascínios lá pró lado da segunda circular, de mais difícil acesso de bicicleta certamente. Pela intempérie dos últimos dias a terra encontrava-se completamente tomada pela água e como até chegarmos à Agrela foi um ver se te avias de trilhos agrícolas lá apareceram umas aventuras aquáticas da praxe, uns destemidos à frente, outros fazendo subterfúgios e outros procurando os locais aparentemente mais circuláveis, lá íamos completamente encharcados de joelhos para baixo desbravando terreno.
Passeio que nos deu para conquistar mais um marco geodésico, o de Quintarei, e que após observação no GE verifiquei que poderiam ter sido mais dois, os de Cornadinho e o de Alfena que foram por nós cruzados a escassos metros, ficam para uma próxima pois o local é apetecível e tem muito para por nós ser explorado.
Como não nos queríamos alongar muito nas horas a volta desde Alfena foi um ver se te avias pela estrada nacional, na parte final como os músculos tendiam a sobreaquecimento fizemos uns “littles single-tracks” com umas voltinhas para levar o Guerrero a casa, não são toda as vezes que se tem tal benesse.

Alto de Quintarei - Mais fotos
1 comentário

Mensagens populares