Santiago de Compostela '08

As lendas sobre o Caminho surgiram, desde galinhas assadas que cacarejavam até o próprio santo pelejando junto aos cruzados, o povo do Caminho apropriou-se dele, podia partir de qualquer lugar, desde que o destino final fosse Santiago de Compostela. Surgiram rotas mais famosas, como a Jacobea, a Aragonesa, o Caminho Português, enfim, por onde passassem mais peregrinos... Assim, nos séculos XVIII e XIX e início do século XX, quase ninguém se comprometia a fazer o Caminho, mas em fins do século XX, da década de oitenta em diante, o Caminho ressurgiu!



Hoje, a cada ano, mais e mais pessoas atrevem-se a percorrer os Kms da rota do Caminho Português, por motivos dos mais diversos possíveis, na esperança de que o tempo peregrinando no Caminho ensine alguma coisa para cada um.






Numa sociedade como a nossa, onde o tempo é realmente dinheiro e dispor de um tempo (três dias para peregrinos de bicicleta), pode ao mesmo tempo ser considerado luxo por alguns, uma necessidade urgente de auto conhecimento por outros, ou ainda uma maneira especial de se ouvir uma bela história, contada por quem a vive.






Só quem faz o Caminho, a exemplo dos Domingos e do Ricardo, consegue entender o que é o Caminho.










2 comentários

Mensagens populares